Férias! Viagem… E a minha casa?

Dezembro chegou, festas de fim de ano e para muitos, férias escolares! Apesar da crise que assombra nosso país, muitas pessoas já haviam se programado e adquiriram pacotes de viagens para este período afinal ninguém é de ferro.

Uma boa viagem pode despertar uma nova visão da realidade e nos ajudar a desenvolver soluções criativas para as nossas dificuldades profissionais além de contribuir para o fortalecimento dos laços familiares. Mas fica difícil viajar tranquilo observando nos noticiários o crescimento dos índices de crimes violentos e tantos casos de invasões a residências. Mesmo quem mora em apartamentos tem que se preocupar, pois este tipo de moradia também sofre consideravelmente com a ação de arrombadores. Ai vem o questionamento: O que fazer para diminuir o risco de ser a próxima vítima?

O principal passo é identificar qual a Companhia da PMMG que é responsável pelo atendimento de sua região, isto é fácil, basta ligar no 190 e perguntar para a atendente ou solicitar a informação a qualquer viatura que você vê passando na região. A PMMG é a única representação do Estado que está em todos os municípios Mineiros e atua 24hs por dia. Com está informação, faça uma visita ao Comandante da sua companhia e procure saber sobre o programa “Rede de Vizinhos Protegidos” e comece o próximo ano com uma participação mais efetiva na segurança da sua região, pois a Constituição Federal em seu Art. 144 prevê: “A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos(…)” Ao Comandante , você avise o período em que vai viajar e deixe o seu endereço e solicite a inclusão do local na relação de passagens periódicas de viaturas. Tenha certeza que a PM fará o possível para lhe atender dentro das suas limitações de pessoal e recursos logísticos.

Outro ponto importante é contar com os seus vizinhos da frente e dos lados que terão condições de acionar a polícia em caso de observarem alguma anormalidade na sua residência.

Antes da viagem, principalmente quem mora em casa deve fazer uma vistoria e verificar se não existe nenhum objeto que possa facilitar a invasão ou evasão por parte de marginais tais como: escadas ou outros objetos encostados aos muros e ferramentas que possam ser utilizadas para arrombar portas e janelas.

Atente-se com algumas situações que possam indicar a ausência dos moradores como acumulo de correspondência nas caixas de correio ou luzes acesas dia e noite.

Estudos indicam que residências que tem sistemas de segurança são preteridas em razão das que não tem pelos marginais na hora da escolha de seus alvos. Hoje é possível instalar um sistema de alarme composto por uma central e um sensor de porta com um investimento de aproximadamente R$ 360 reais o que daria para uma casa ou apartamento pequeno ou até mesmo uma loja pequena, enquanto que uma casa ou estabelecimento comercial maior exigirá um investimento mias significativo. Quanto ao monitoramento por câmeras é possível um sistema com duas câmeras e com a possibilidade de verificação das imagens através do uso do seu celular com investimento em torno de R$ 1350,00 reais.

Depois de fazer o possível para contribuir para a melhoria da segurança da sua residência é hora de arrumar as malas e aproveitar as férias para voltar revigorado e ajudar o nosso país a mudar para melhor.

Boas Férias!

AGNALDO LIMA DE BARROS, CEL QOR

Coronel da reserva da Polícia Militar de Minas Gerais. Especialista em Segurança Pública pela Fundação João Pinheiro e Academia de Polícia Militar de MG , Especialista em Segurança Eletrônica.

arrombamentoquarto_arrombadoporta_arrombadaarrombamento_porta

Facebook Comments

Post a comment