Toxina Botulínica (Botox®) é usada por dentistas em tratamento de problemas de saúde bucal

Substância é utilizada na odontologia para normalizar músculo que apresenta hiperfunção melhorando ranger de dentes, sorriso gengival, entre outros problemas

 

O Botox (nome comercial), também conhecido como toxina botulínica vem se tornando um ótimo meio auxiliar no tratamento de várias desordens e problemas odontológicos na atualidade. Tem sua ação mais evidenciada na medicina estética e dermatologia, no entanto, após pesquisas científicas foram avaliados e vem se tornando um aliado do cirurgião-dentista trazendo grandes benefícios ao profissional e também ao paciente.

Além de ajudar em questões estéticas (como rugas e flacidez) a substância já é usada para melhorar problemas de saúde bucal. Pela facilidade do seu uso e manipulação, e sua incrível segurança, mais e mais profissionais da odontologia buscam neste medicamento a solução para os seus pacientes.

Para o bruxismo, por exemplo, a toxina botulínica ajuda tanto os pacientes que rangem quanto os que apertam os dentes. A substância é aplicada de cada lado da face, nos principais músculos da mastigação para fazê-los perderem a força excessiva e o estímulo para o bruxismo. Simples, eficiente, feito em sessão única, com alto grau de satisfação.

Para quem busca um sorriso perfeito, o botox também pode ajudar. Pacientes que ao sorrirem mostram a gengiva em excesso – chamado sorriso gengival – podem fugir da cirurgia em alguns casos. Com uma pequena aplicação de cada lado da face, o músculo responsável por tracionar o lábio superior para cima e, consequentemente expor a gengiva em demasia, recebe um bloqueio químico e tem sua atividade diminuída. A melhora do quadro é notória e não há perda de sensibilidade no lábio superior, nem a sensação de face paralisada.

 

O BOTOX PODE SER ADMINISTRADO COM BONS RESULTADOS:

  • DTM – Dores e disfunções na articulação temporo-mandibular (articulação próxima ao ouvido);
  • Apertamento Dental (parafunção) – ocorre durante o dia
  • Bruxismo – quando se range os dentes durante o sono, involuntariamente;;
  • Sorriso gengival – quando a gengiva aparece em excesso no sorriso e o torna antiestético.
  • Dores de cabeça de origem odontológica;
  • Hiperatividade muscular

Colaboração: Drª. Ennyrose Rocha Marques – CRO MG 33494
[email protected]

Rua Olinda, 219 – Nova Suiça (031) 2526-9120

Facebook Comments

Post a comment