Lesões dentárias (Abfração, Abrasão, Atrição e Erosão)

dentes5 dente1 dentes2 dentes3 dentes4

As lesões cervicais não cariosas (LCNC) envolvem a perda de tecido dental na região amelo-cementária, não relacionada com cárie.

É uma área do dente submetida a concentração de estresse, como:

-Abrasão do tecido dental duro durante a escovação;

– A erosão química através dos ácidos exógenos e endógenos: dieta do paciente;

– Paciente com maloclusões;

-Pacientes com bruxismo;

-Utilização de aparelho ortodôntico, em determinados movimentos ortodônticos;

ABFRAÇÃO. Perda micro estrutural de substância dentária em áreas de concentração de estresse;

É uma lesão não cariosa, em que há perda de estrutura dental causada por repetida pressão nos dentes (bruxismo ou apertamento), por abrasão da escova dental em movimentos incorretos e/ou degradação química ácida. O tratamento envolve correção e controle dessas forças e procedimentos restauradores para evitar a progressão da mesma. Pode causar sensibilidade dentária, cárie secundária, além do aumento da perda dessa estrutura.

 Abrasão Dental– É um desgaste patológico do dente por meio de processos friccionais biomecânicos;

Perda de estrutura dental devido a um processo mecânico anormal. Como exemplo o uso incorreto e excessivo da escovação dental, palitos, fio dental e pasta de dentes com abrasivos. Hábitos bucais nocivos como morder tampa de caneta, grampo de cabelo entre outros, também podem estar associados. Clinicamente se apresenta com um desgaste na superfície radicular exposta do dente com recessão gengival e na região cervical dos dentes anteriores.

Atrição Dental– Contato de dente com dente durante atividade mastigatória normal ou parafuncional;

É o processo de desgaste dos dentes através da oclusão ou mastigação,  podendo observar um desgaste nas superfícies oclusais e incisais dos dentes afetados. Em casos avançados, pode chegar a perda total da estrutura do esmalte.

Erosão Dental– A perda de estrutura dentária se dá devido ao contato químico com algumas substâncias, normalmente ácidas.( regurgitação, bebidas, frutas cítricas, etc). Ação química ou eletroquímica de origem intrínseca ou extrínseca.

Como se trata essas lesões? Como toda lesão cervical não cariosa, precisa do acompanhamento de um dentista. O tratamento consiste na eliminação dos fatores causais e, quando indicado, no procedimento restaurador direto do tecido dental perdido. Dependendo da causa, vai existir um tipo de tratamento diferente, mas todos eles podem ser associados ao tratamento estético .

Área do dente submetida a concentração de estresse como:

  • Abrasão do tecido dental duro durante a escovação
  •  A erosão química através dos ácidos exógenos e endógenos: dieta do paciente
  •  Paciente com maloclusões
  • Pacientes com bruxismo
  •  Utilização de aparelho ortodôntico, em determinados movimentos ortodônticos
  • Dentre outras causas prováveis

Cargas oclusais que incidem lateralmente, causam flexão das cúspides e uma grande concentração de estresse é desenvolvida na região cervical do dente. A carga cíclica persistente nessa região, contribuindo para iniciar a formação de trincas. Com o tempo, estas trincas unem-se resultando em perda da estrutura de esmalte.

Como identificar uma abfração?

  • Formas bem definidas angulares e em forma de cunha
  • Algumas vezes apresentam localização subgengival

Facebook Comments

Post a comment