A CADA TRÊS HORAS UMA CASA É ARROMBADA EM BH

 

No dia 24 de maio de 2016 deparei com a seguinte notícia: “ Uma casa é arrombada em Belo Horizonte a cada três horas.” Segundo o noticiário local estes dados foram divulgados pela SEDES (Secretaria de Estado de Defesa Social do Estado de Minas Gerais) e dão conta que são mais de 800 ocorrências de arrombamento a residência nos últimos três meses.

 

Ai vem a pergunta… O que devo fazer para não ser a próxima vítima?

 

Primeiramente temos que nos colocar no lugar do marginal, ou seja, tentar ver as vulnerabilidades da nossa casa ou prédio pelo ângulo de visão dele. Logicamente se ele observar que o local tem um sistema de segurança que possa dificultar a sua ação ou facilitar a sua identificação ele certamente irá procurar outro local que não tenha a mesma estrutura. Portanto, estruturas aparentes de segurança como grades, cercas elétricas, concertinas, cacos de vidros nos muros deixam claro que os moradores têm um grau maior de preocupação com a segurança.

 

A maioria dos marginais fazem a avaliação quanto ao custo e o possível benefício e logicamente vão procurar os locais mais fáceis de invasão. A exceção a esta regra são os que estão sob efeito de substâncias toxicas.

 

Para as casas recomendamos a instalação de alarmes que tenham sensores nos portões de garagem e social, assim quando são abertos disparam as sirenes e ligam para o morador avisando sobre a possível invasão. No mesmo sistema também é aconselhável a instalação de sensores de presença ativos que são conhecidos como sensores de barreira, assim se o marginal pular o muro será detectado. Outra estratégia para um bom sistema de alarme é a instalação de sensores de abertura nas portas e janelas.

 

Nos prédios é aconselhável a instalação de sistemas de controle de acesso que possibilitam a identificação de quem abriu o portão de garagem, o social e gerou a vulnerabilidade no sistema de segurança.

 

Tanto nas casas como nos prédios o ideal é que tenha um sistema de monitoramento por imagens com qualidade que possibilite a identificação do invasor, pois, infelizmente, grande parte dos sistemas instalados hoje não oferece esta condição. Apresentam imagens de péssima qualidade e são impossíveis de identificar rostos e placas de veículos. A recomendação mínima para um sistema de monitoramento por imagem é a utilização de câmeras HD ou preferencialmente IP para os casos dos condomínios.

 

Outra dica importante que serve tanto para casas e prédios e a reavaliação do sistema de fechamento dos portões tendo em vista que hoje temos no mercado equipamentos que realizam esta manobra na metade do tempo dos equipamentos convencionais.

 

Agora com a segurança estrutural reformulada temos que ter atenção aos procedimentos por parte dos moradores e colaboradores. Não adianta realizar um investimento significativo em sistema de controle de acesso, alarmes e CFTV e o porteiro do seu prédio ficar com o portão social aberto conversando displicentemente com algum conhecido ou o morador ou colaborador abrir a portaria para qualquer pessoa que tocar o interfone sem conferir a necessidade e permissão de acesso ao local. No caso das casas uma das falhas mais comuns é o ato de deixar o portão da garagem aberto enquanto lava o carro.

 

Uma das estratégias de segurança mais antiga e mais eficiente é contar com a colaboração dos vizinhos na segurança de seu imóvel. Procure conhecer e solicite a ajuda na vigilância.

 

Para finalizar não podemos deixar de ressaltar a importância da atuação da Polícia Militar, mesmo com todas as dificuldades é o único segmento do Estado que funciona 24 hs por dia e atende a todos os municípios do Estado. Tenha sempre em mãos o telefone da Companhia da PM que atende o seu bairro e solicite a presença de uma viatura sempre que observar alguém em atitude suspeita e quando for viajar procure a sede da Companhia e comunique ao Comandante o período em que estará ausente e ele certamente recomendará uma passagem de viaturas dentro das possibilidades.

 

Como consta na Constituição Federal: Segurança Pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos.

 

AGNALDO LIMA DE BARROS,  CEL QOR PMMG

 

Especialista em Segurança Pública

Especialista em Segurança Eletrônica

Consultor de Segurança da Empresa RASTRÔNICA

[email protected]

Facebook Comments

Post a comment