Ocitocina, o hormônio do amor, entenda a sua importância

A ocitocina é um hormônio produzido na hipófise – a principal glândula do organismo – localizada no cérebro. Sua função mais conhecida é a de estimular a contração do útero na hora do parto. No entanto, a ocitocina não é exclusiva das mulheres, os homens também a fabricam.

Além da sua função no parto, ela age como um neurotransmissor, regulando comportamento de interação social, sendo por isso também conhecida como o “hormônio do amor”.

Os estudos evolucionários mais recentes indicam sua atividade na formação dos laços de afeto entre mães e filhos e também entre os casais e companheiros. O cérebro libera ocitocina quando existe o contato de pele entre as pessoas, e também quando existe a formação de uma relação de confiança entre elas. A ocitocina é dessa forma conhecida pela sua função de união entre as pessoas e desenvolvimento de ligações de carinho.

O interesse recente na ocitocina abriu um novo horizonte para entendermos o funcionamento cerebral e as relações humanas. Estudos encontraram entre as ações cerebrais da ocitocina o efeito positivo no desenvolvimento de estados de autoconfiança e empatia. Quanto mais alto os níveis de ocitocina no sangue, maior é a sensação de bem estar e felicidade.

E há também boas notícias com relação aos possíveis usos da ocitocina no tratamento de esquizofrenia, autismo, depressão pós parto e até para ajudar na perda de peso! Há estudos em andamento sobre o uso de ocitocina nasal para o tratamento de depressão pós parto.

Com relação ao peso, pesquisas recentes avaliam os possíveis efeitos da ocitocina em áreas do cérebro que controlam o apetite. Em um estudo com ratos de laboratório, injeções de ocitocina os fizeram comer menos e reduziram seu peso.

O nosso organismo produz naturalmente ocitocina. A preparação do parto em mulheres é a forma mais conhecida, mas hoje se sabe que ao perceber sensações de toque, carinho, conforto nosso corpo fabrica ocitocina, seja em mulheres ou homens.Portanto, uma boa forma de auxiliar seu organismo a produzir ocitocina é estar perto de pessoas de quem você
gosta e compartilhar momentos agradáveis com elas. Sim, o amor está no ar e é também um hormônio.

Colaboração:
roberto el check (arjuna) – personalyogabh.com.br – 31 98876 7090

Facebook Comments

Post a comment