Oferecer comida para acalmar crianças pode torná-las “comedores emocionais”

Acalmar crianças com comida é uma prática comum entre os pais que pode funcionar no curto prazo, mas pode resultar na formação de comedores compulsivos no futuro. Comedores emocionais são aquelas pessoas que consomem alimentos em momentos de dificuldade.

Pesquisadores da Norwegian University of Science and Technology, na Noruega, analisaram hábitos alimentares de mais de 800 crianças, com idade entre quatro e dez anos, sendo análises feitas a cada dois anos (idades de quatro, seis, oito e dez anos).

Os resultados mostraram que cerca de terços das crianças em todas essas idades apresentaram sinais de que comiam para se sentir melhor, a julgar pelos questionários respondidos pelos pais. Além disso, descobriu-se que aquelas crianças para as quais a comida funcionava mais como conforto aos quatro e seis anos, tendiam a ser mais emocionalmente instáveis aos oito e dez anos.

O estudo apontou, também, que os alimentos oferecidos aos pais à criança como “suborno”, são aqueles mais consumidos para aliviar tensões emocionais.

Colaboração:

roberto el check (arjuna) – personalyogabh.com.br – 31 98876 7090

Facebook Comments

Post a comment