“Olho de peixe” na segurança

Normalmente para cobrir uma área interna de um estabelecimento comercial são usadas duas ou três câmeras de segurança e, mesmo assim, ainda encontramos “pontos cegos”, ou seja, locais que não conseguimos visualizar.
Hoje já temos no mercado as câmeras conhecidas como “Olho de Peixe” que são dotadas com lentes de 1,7mm que cobrem um ângulo de quase 180º na horizontal e na vertical e, por isto, também são chamadas de câmeras 360º.
Estas câmeras são muito eficientes proporcionando que pequenos estabelecimentos como bares, restaurantes, salões de beleza, etc tenham condições de acompanhar e registrar toda a movimentação na área interna dos estabelecimentos.
Com o uso deste recurso tecnológico, hoje já é possível criar um sistema de vigilância com um investimento pequeno tendo em vista que em muitos casos pode ser montado com o uso de uma câmera “Olho de Peixe” na parte interna e uma câmera normal externa.
A maioria destas câmeras encontradas no mercado são de origem Chinesa. É necessário atenção na hora da compra, tendo em vista que existem equipamentos com procedência duvidosa, baixa qualidade e sem a garantia necessária para um recurso de segurança. Algumas não apresentam a resolução anunciada, ou seja, a imagem fica horrível. Quando o comprador reclama com o fornecedor ele tenta responsabilizar o instalador e os outros equipamentos. Isto quando respondem aos questionamentos! Também encontramos câmeras “Olho de Peixe” de alta qualidade e com excelente resolução.
A nova tecnologia está se firmando como uma tendência do mercado de segurança eletrônica e, para evitar aborrecimentos, sugerimos que seja utilizada por intermédio de um consultor de segurança e por empresas registradas e credenciadas para que você usufrua das vantagens destas câmeras sem riscos.

AGNALDO LIMA DE BARROS, CEL QOR PMMG
Especialista em Segurança Pública
Especialista em Segurança Eletrônica
Consultor de Segurança da Empresa RASTRÔNICA

Facebook Comments

Post a comment