Vamos Caminhar?

Estudos realizados em centros do mundo inteiro comprovam que a mais simples e democrática de todas as atividades físicas – andar – é uma forma fácil, rápida e barata de sair do sedentarismo, emagrecer, ganhar fôlego e tonificar o corpo.
A prática regular de atividades físicas contribui para a prevenção de doenças, combate a obesidade e melhora a auto-estima, especialmente quando adotada por pessoas da chamada melhor idade, pois exercícios regulares são fundamentais para uma vida saudável e um corpo em forma. No aspecto funcional, imprescindível destacar o fortalecimento dos ossos, aumento da mobilidade e flexibilidade nas articulações, manutenção da postura e aumento da capacidade de coordenar melhor os movimentos. No aspecto psicológico, há um aumento na disposição, melhora da auto-estima e da sensação de bem-estar. Esse conjunto de benefícios colabora para melhorar a qualidade de vida.

BENEFÍCIOS:

  • EMAGRECE
  • AUMENTA O FÔLEGO
  • PREVINE VÁRIAS DOENÇAS
  • MODELA AS PERNAS
  • MELHORA A QUALIDADE DO SONO
  • GARANTE MAIS DISPOSIÇÃO
  • PREVINE O DIABETES
  • FORTALECE O CORAÇÃO
  • FAZ BEM PARA O CÉREBRO
  • FORTALECE OS OSSOS
  • MELHORA OS SINTOMAS DA DEPRESSÃO
  • REDUZ O RISCO DE CÂNCER DE MAMA E DE CÓLON
  • AUMENTA O CONDICIONAMENTO FÍSICO
  • QUEM CAMINHA ENVELHECE MELHOR

Tome alguns Cuidados na Hora de Caminhar!

Não esquecer o alongamento – O alongamento ajuda na agilidade, facilitando a caminhada. Deve-se aquecer os músculos antes e depois da caminhada.

Postura errada é prejudicial – A postura é outro detalhe muito importante que deve ser levado em consideração. É preciso caminhar como se estivesse olhando a 20m à frente, com a cabeça na altura dos ombros, contraindo o abdome e alternando entre os pés e os braços. Quando o pé direito vai à frente, o braço esquerdo vai também e vice-versa.

Hidratar-se é fundamental – É preciso beber água antes, durante e depois da caminhada. A hidratação é muito importante para evitar o aparecimento de câimbras. Mas, até mesmo para beber água existe uma forma correta: pequenos goles, para não distender o estômago e causar enjoos.

Atenção com a alimentação – Caminhar em jejum pode ser algo muito arriscado. A pessoa pode sentir tonturas e até mesmo desmaiar. Devem-se fazer refeições leves, como uma boa fruta, fibras ou derivados de leite.

Evitar passos largos – Passos largos não são recomendados. Há o perigo de cair, além do risco de torções. Se alguém quiser andar mais rápido, deve dar passadas curtas, com um intervalo de tempo menor.

Cuidado com a forma de pisar no chão – Deve-se evitar pisar com a ponta do pé ou “marretar” o chão, dando pisadas muito fortes. O correto é primeiro aterrissar o pé no solo com o calcanhar, rotar e aterrissar a planta do pé.

Atenção ao tipo de calçado – Se o calçado não for apropriado, ele não amortecerá bem o chão e, dessa forma, podem ocorrer dores nas costas e na canela.

Nada de hiper-treinamento – A caminhada deve ser feita de forma gradual. Não se pode querer de um dia para o outro andar grandes distâncias e muitas vezes por semana. Isso além de causar dores musculares pode ser um fator inconsciente de surgimento de estresse. O ideal é começar com 30 minutos, três vezes por semana, em terreno plano.

Horário ideal – Caminhadas pela manhã são excelentes para estimular e preparar o organismo para o dia todo. Os melhores horários são entre 9h e 11h, por causa dos raios solares e depois das 16h. E sempre passar o protetor solar.

Fonte: Net

Facebook Comments

Post a comment