Quando devo trocar o circuito de câmeras de segurança?

O CFTV ( Circuito Fechado de Televisão) tem o propósito  de inibir, detectar, comunicar e registrar incidentes de segurança.

Começou em 1942 na Alemanha e a intenção era de monitorar foguetes na Segunda Guerra Mundial. Esse sistema só permitia imagens ao vivo, mais com o tempo foi evoluindo, em 1951 foi feito o primeiro gravador de fitas de vídeo e posteriormente o vídeo K7 que passou a realizar a gravação em fita magnética.

Aos poucos os sistemas de câmeras de segurança foram expandindo o seu emprego em empresas, condomínios e residências e hoje é quase que indispensável.

Com o passar do tempo os equipamentos foram evoluindo proporcionando imagens em alta definição com qualidade HD e Full HD.

Hoje quem tem um sistema de câmera fica em um dilema: Quando devo trocar os meus equipamentos?

A resposta é muito simples: Você deve trocar os seus equipamentos quando eles não estiverem atingindo a finalidade, ou seja, quem instala um sistema de câmeras espera que ele ofereça, no mínimo, condições de identificação de pessoas e veículos. A melhor forma de avaliar é pedir para uma pessoa aproximar do local e verificar se é possível a identificação.

Para qualquer instalação, condominial ou empresarial, recomendamos a instalação de duas câmeras externas com o ângulo de visão cruzada e uma na entrada de pedestre e outra na entrada de veículos. Adotando esta configuração mínima fica difícil a aproximação do ambiente sem passar na raio de visão das câmeras.

Outra sugestão que sempre apresentamos é quanto a resolução das câmeras, sugerimos câmeras de 2.0 Mega Pixel (Full HD) para câmeras externas e 1.0 Mega Pixel (HD) para as internas.

Sabemos que ainda não é muito barato a substituição de um sistema de câmeras e, por isto, recomendamos a substituição gradativa e programada priorizando os locais de maior risco com câmeras de maior resolução e nos locais de menor risco pode ser aproveitadas as câmeras antigas diminuindo o valor do investimento.

Nem sempre o proprietário, sindico ou administrador tem condições de fazer esta avaliação sozinho e ai  sugerimos que procure um consultor na área de segurança eletrônica para ajudar a definir a melhor solução para cada caso.

AGNALDO LIMA DE BARROS

Coronel da Reserva da PMMG

Especialista em Segurança Pública

Especialista em Segurança Eletrônica

Consultor de Segurança da Empresa RASTRÔNICA

Facebook Comments

Post a comment