O PRESENTE DE NATAL

Os sinos anunciam a chegada do Natal e a vinda do Papai Noel é recebida com a alegria contagiante das crianças, esperançosas dos desejados presentes ao pé da árvore de Natal. A cidade se enfeita de luzinhas cintilantes. E nas casas as alegorias do Natal embelezam a vida e perfumam o ar com a energia fraterna de harmonia. Toda a Terra se ilumina nesta noite para comemorar o nascimento de Jesus que simboliza a renovação. Afloram os sentimentos e as famílias se reúnem num ato de paz e perdão. E ceiam em união. É o Espirito do Natal que floresce nos corações trazendo luz.

A grande arte da existência é viver intensamente e se alegrar com a vida, como dizia Nietzsche. É um desafio. E neste Natal o meu desejo é de mudança interior para essa abordagem. A fragilidade da vida humana conduz a essa reflexão. A esperança surge com o verde do Natal e peço de presente a compreensão e o entendimento para transformar minha percepção e enxergar as belezas que me cercam. Enxergar a Natureza em festa ornando-me de pura beleza. Trazer o perdão para o meu coração para eu resgatar os amigos distantes por desavenças, a família mantida longe por orgulho, o filho calado por incompreensão, por manter longe quem eu gostaria perto e por não acreditar e perder a ilusão.

Perdão por trazer motivos para lamentos, por perder a coragem nos obstáculos por momentos, por não calar-me quando deveria, por querer expor-me por vaidade e não morrer de saudade. Perdão por não estender a mão e não dividir o pão. E nem perceber o outro ao lado cheio de necessidades. Perdão por julgar e condenar e não agradecer ou orar.

Neste Natal quero dar um abraço carinhoso cheio de desejos sinceros de felicidades, quero perfumar a alma com palavras, pensamentos e sentimentos positivos e deixar de presente de Natal o meu exemplo de experienciar a vida com alegria. De viver com harmonia. Quero, com olhar agradecido, perceber que a existência é um dom e doar-se é uma dádiva. Quero perceber o sol, a lua, as estrelas, as árvores, as flores. As crianças, os idosos e sentir que são meus amores! E Neste Natal agradecer meu maior presente que é viver, abrir meu coração e deixar o amor rondar e me contagiar. Feliz Natal!

Texto do livro “SENSIBILIDADE” – Dra. Dulcinea Mattar: Cirurgiã dentista, professora e escritora. Membro da Academia Mineira de Odontologia cad. n° 3. Proprietária e dirigente do Hotel Geriátrico Residencial Harmonia. [email protected] 997989399.

Facebook Comments

Post a comment