MULHER DEUSA – PANDORA

Segundo a mitologia grega Zeus, o Deus do Olimpo, queria punir Prometeus por roubar o fogo sagrado e ensinar aos homens como usá-lo. Assim criou uma mulher PANDORA que recebeu de cada um dos deuses do Olimpo um dom o que a tornava plena. Dotaram Pandora de qualidades insuperáveis: sabedoria, inteligência, extrema beleza, guerreira, força interior, destreza, delicadeza, sexualidade, sensibilidade, amorosidade, tornando-a uma mulher deusa perfeita.

Foi enviada á terra para seduzir Prometeus. Trazia consigo uma caixa a Caixa de Pandora que continha todas as mazelas humanas. Prometeus (que significa aquele que vê o futuro) suspeitando da armadilha de Zeus recusou o presente. Seu irmão Epimetheus (que significa aquele que nada vê) se encantou com Pandora e tomou-a como esposa. Essa abriu a caixa e soltou as mazelas que atormentaram os humanos.

Prometeus entristecido olhou a caixa e viu que, agarrado numa extremidade estava a esperança, soltando-a. E é ela que até hoje ajuda a humanidade a suportar tantas mazelas. Segundo a mitologia grega Pandora deu origem a todas as mulheres. Na literatura não existem muitos registros que falam das mulheres e os poucos existentes foram escritos por homens.

A mulher permaneceu invisível durante os séculos. A história da mulher percorre os tempos onde vemos mulheres guerreiras, com linhagem celestial que habita e labuta na terra, muitas vezes perseguida e não compreendida.
Mulheres singelas e poderosas que ajudam a manter vivos sentimentos que fazem parte do patrimônio comum da humanidade como lealdade, verdade, solicitude, humildade, solidariedade, compaixão, amor. Ela perdoa, compreende, se doa, ensina e ama. Esse é o dom da mulher.

Mulheres semi-deusas vindas de Pandora que trazem a beleza e o dom supremo, o amor para contagiar o mundo com sua doçura. A mulher tem a generosidade. Tem a capacidade de perceber o outro e de se doar. Continua na sua determinação, da maternidade á doação absoluta e ama. A mulher tem o poder de gerar e nesse momento se torna divina e povoam de anjos a terra, esperançosas de resgatarem o verdadeiro sentido e a magia da vida. Tem cumplicidade com Deus.

A mulher tem o poder. O Homem tem a força. Ela precisa ser cuidada, amada, acariciada, louvada pelos dons que carrega e tratada como Pandora que é.

E neste contexto percorre os tempos, dourando de magia a vida dos que contagia. Iluminando os caminhos numa unidade perfeita com o Universo, flui de lá para cá, num balanço mágico, em perfeita sinfonia em harmonia. Como disse Adélia Prado “A mulher é como a luz num filme de Fellini: ilumina toda a cena e permanece oculta”. Silenciosa, sabe das verdades e conduz. Assim é a mulher, senhora do Universo, Deusa da Natureza. Um brinde as belas mulheres!

Dulcinea Mattar

Facebook Comments

Post a comment