USANDO APARELHO AUDITIVO PELA 1ª VEZ

No início, você poderá estranhar tantos sons e achar tudo muito alto, muito ruidoso. O que nem sempre é agradável para quem estava acostumado com o silêncio. Muitas pessoas ao colocar aparelho auditivo pela primeira vez, buscam ouvir apenas a fala humana e não têm interesse em escutar o mundo tão barulhento de hoje. É importante ter persistência e disciplina. Como tudo que é novo, levamos um tempinho para nos acostumar.

Na verdade, nosso cérebro precisará passar por uma habituação, ou seja, reaprender a ouvir e se adaptar novamente ao mundo sonoro. Escutamos com os ouvidos, mas, é nosso cérebro quem ouve de verdade. Ele é o responsável pela decodificação do som. Com a perda de audição vamos perdendo essa capacidade de compreensão e, por isso, é tão importante o uso dos aparelhos auditivos. Precisamos continuar a estimular nosso cérebro a interpretar e atribuir significado aos sons.

Aos poucos, aquele “excesso de barulho” do primeiro momento vai se tornando parte do dia a dia. Vamos redescobrindo sons que já não escutávamos mais e que não tínhamos nem percebido, como o barulho do chinelo, o som da água na torneira, o canto do passarinho, a seta do carro, entre outros.

O que antes era um desafio, voltar a fazer parte do mundo sonoro, aos poucos, passa a ser fácil e extremamente prazeroso. Tornar a ouvir os sons da vida não tem preço.

Algumas dicas para novos usuários:

  • Procure usar seus aparelhos o maior tempo possível durante o dia. Quanto mais estimulado seu cérebro for, mais rápida será a sua adaptação.
  • Se você esteve em privação sonora durante muitos anos, é normal que seu cérebro necessite de um tempo maior para reaprender a ouvir e interpretar os sons. Tenha paciência e persistência para não abandonar o uso dos aparelhos auditivos logo no início.
  • Comece por ambientes sonoros que são mais fáceis, como lugares silenciosos e conversas individuais em casa.
  • Ao escutar rádio ou TV dê preferência a locutores que tenham melhor dicção e que falem mais devagar, com maior clareza.
  • Envolva a família e amigos. Explique que está passando pelo período de adaptação do aparelho auditivo e que por ser novo usuário a ajuda e apoio de todos é fundamental.
  • Peça a opinião da família e/ou amigos sobre o seu novo comportamento com o uso dos aparelhos auditivos. Eles podem fornecer informações importantes, além de motivá-lo a usar cada vez mais.
  • Procure vivenciar os mais diversos ambientes sonoros e ficar atento a tudo: o que é prazeroso, o que é normal, o que é desagradável e o que é insuportável de ouvir. Anote tudo e discuta com o seu fonoaudiólogo na consulta de acompanhamento. Juntos, vocês encontrarão o melhor ajuste do seu aparelho auditivo.

 

Tatiana Guedes Santólia Martini

Fonoaudióloga – CRFa: 6-3289

e-mail: [email protected]

Av. Olegário Maciel 2146 – Lj – Santo Agostinho

BH/MG (31) 3324-1002 (31) 99872 1006

Facebook Comments

Post a comment