VOVÔS E VOVÓS CONECTADOS

APRENDER INFORMÁTICA NA TERCEIRA IDADE ESTIMULA O CÉREBRO E COMBATE A DEPRESSÃO

Nos últimos anos, tem-se experimentado um rápido envelhecimento das populações   e com ela uma geração disposta a não ter fronteiras. Nossos idosos, trocaram o tricô pelo teclado avançando assim no mundo virtual. Vovôs e vovós estão nas redes sociais, trocam e-mails, mensagens, rodam o mundo com um só clique se sentindo mais jovens e felizes.

Se você acha que conversar com os amigos em um grupo do WhatsApp, fazer uma chamada de vídeo com aquele parente que mora longe, pagar contas pelo aplicativo do banco no celular, ficar por dentro das ultimas noticias, é para   gente nova, já está na hora de mudar seus conceitos.

Em uma matéria publicada no Portal R7, de acordo com Maisa Kairalla, médica geriatra e presidente da SBGG-SP (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia do Estado de São Paulo), a inclusão digital na terceira idade, mais que necessária, é positiva para a saúde da população com mais de 60 anos. O acesso aos dispositivos digitais estimula o cérebro e, nesse sentido, os ganhos cognitivos são vários. Há pesquisas que mostram benefícios para aspectos como memória e até depressão, que nós observamos muito no consultório. Na internet, o idoso interage e socializa mais. Isso faz bem para o comportamento dele, já que ele fica mais ativo e se integra à realidade de hoje, em que boa parte da rotina envolve tecnologia.

Então? O que você está esperando?

Colaborador: Fátima Torres – Instrutora de Informática em domicílio

Instagram: fatimar.torres

Email:[email protected]

Cel: (31) 98831 2428

Facebook Comments

Post a comment